07 setembro 2017

Milhões do fundo público de Pedrógão ainda não foram entregues

Governo publicou lista. Dinheiro de Timor e do BPI ainda não chegou.

As suspeitas do desvio de fundos destinados às vítimas dos incêndios, levantadas pelo presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, obrigaram ontem o primeiro-ministro a vir a público esclarecer que, até ao momento, o Estado só é responsável pela gestão de 1,9 milhões de euros de donativos (entregues ao Fundo Revita), apesar de terem existido "manifestações de intenção" de doações superiores a 4,9 milhões de euros. Por exemplo, o dinheiro de Timor, da Fundação La Caixa e do BEI, no valor de 2,8 milhões, ainda não chegou, disse. António Costa notou que o Governo "não pode obrigar ninguém a entregar o dinheiro ao Estado" e lembrou que "grande parte dos donativos" foram entregues a outras entidades. Segundo cálculos da comunicação social, as anunciadas doações superam os 13 milhões de euros.

Fonte: JN