14 agosto 2016

"Somos Homens e Mulheres, somos reais, somos de carne e osso. Somos Bombeiros!!"


São 4 da manhã... 
Abri os olhos, olhei à minha volta e no silêncio ajeitei o corpo cansado e gelado no chão...
Fixei o céu sem estrelas e na escuridão ainda paira o fumo e o cheiro que transborda todos os poros da minha alma...
Não sei se estou cansado, se estou triste, se estou bem ou mal, não sei de verdade como estou...

Foram horas de luta, horas de ver e sentir sentimentos nunca antes vistos...
Horas em que por vezes tive vontade de chorar não por mim, mas pelo gesto de alguém que em forma de agradecimento me oferecia um pouco de água...
Foi nesse gesto e nessa água que busquei força para seguir em frente carregando nos ombros o lance de mangueira que nos guia neste mar de chamas...

De repente ainda absorvido pela melancolia mais uma missão, mal tenho tempo para apertar os atacadores das botas sujas e gastas que me suportam os pés feridos e doridos, e lá vou eu como se nada nem ninguém me vencesse...

Em breves pausas mando uma mensagem para casa tranquilizando e dando sempre a mesma resposta,"estou bem, não te preocupes", claro que minto gentilmente mas de que me vale preocupar esta ausência que tantas vezes me vem á memória quando por meros momentos cego no meio do fumo...

Superei todas as minhas forças, lutei contra todas as adversidades e aqui estou de farda suja,perfumada a fumo, de barba por fazer e sinceramente não sinto dor nem cansaço, não sinto orgulho nem vaidade, no fundo não sinto nada, tudo parece vazio á minha volta...

Aos meus camaradas de luta fica um "até já", fomos um só no meio dos vales e montanhas... olhávamos uns para os outros e sem falar sabíamos que eramos um só ser uma só alma uma só razão...

Quase de partida incerta, não peço muito só quero água quente que me tire as cicatrizes do fogo,a minha cama que me sustentará o corpo e o calor dos que me amam que me fará seguir em frente.

Ás populações desejo que encontrem tranquilidade e que nas cinzas do chão renovem a alma e sigam o trilho da vida.

Aos "meus" desculpem a minha ausência...
Ao país não nos olhem como heróis, porque não o somos...

Somos homens e mulheres, somos reais, somos de carne e osso.
Somos Bombeiros!!

Paulo Resende