16 agosto 2016

Força Aérea esclarece que não possui meios aéreos de combate a fogos

Por causa da polémica de combate aos incêndios com meios aéreos, a Força Aérea acaba de fazer um comunicado, esclarecendo que não possui meios aéreos que permitam a realização de missões de combate a incêndios.

Para a Força Aérea não é igualmente praticável proceder a adaptações que possibilitem a qualquer das frotas em operação, a execução desse tipo de missões.

"A capacidade para realização de missões de combate direto a incêndios, que implica, naturalmente, a qualificação de tripulações e de pessoal de manutenção, para além da definição do respetivo conceito de operações, poderá, no entanto, vir a materializar-se faseadamente, num futuro próximo, no âmbito dos vários projetos de reequipamento em curso, designadamente, ao nível da substituição do C-130H Hércules e da renovação da frota de helicópteros ligeiros.

Todavia, realça-se que, na última semana, a Força Aérea colocou à disposição da ANPC todos os meios e recursos disponíveis, no sentido de apoiar ativamente o combate ao flagelo dos incêndios. Essa colaboração concretizou-se até à data como se segue".

Esclarecimentos que o ministro da defesa já tinha feito em entrevista no Jornal 2 da RTP.