16 agosto 2016

As Chamas da Incúria

Todos os anos se ouve o gargarejo dos argumentos, das promessas e das boas intenções sem intenção nenhuma! 

Estamos em Portugal e fomos negociados e vendidos pelos mesmos traidores mansinhos que nos cegam com palavras e olhares de cachorrinho carente!
Estamos no cantinho mais pendurado no mar de uma Europa trapaceira e sem princípios!
Sobrevivemos dos enganos que nos fazem engolir e caminhamos no marasmo do conformismo e dos comentários de café, sem levantar os olhos e muito menos abri-los.
Perdemos a força de outrora, porque aos vendidos resta apenas a gratidão por qualquer migalha que lhes atiram. 

Elegemos a escória que nos programaram para escolher, num encolher de ombros submisso e aguardamos pacificamente que tudo continue na mesma. Pode morrer um bombeiro, perdido numa mata em chamas, mas não será tão chorado quanto qualquer "dinossauro" da política!
Os heróis, caiem de pé, mas a sua memória, perde-se injustamente no propositado esquecimento dos responsáveis da incúria e dos interesses mais criminosos e sórdidos...

Ser bombeiro, é colocar a vida sobre o débil fio que atravessa a vida! 

É o combate sem tréguas e sem rosto, a solidariedade infinita que a incompreensão extemporânea e volúvel, injustamente consegue transformar a abnegação em trivialidade...
Ser bombeiro, é arriscar e ser esquecido, porque aqueles que dão a vida pelo próximo, jamais terão o devido lugar na História do país que protegeram, ao contrário daqueles que o queimaram...
Jamais serão penalizados os "tubarões", porque esses sabem sempre alimentar-se do peixe mais miúdo! 

Jamais surgirá quem os enfrente e os combata, porque o medo e o conformismo cresce nas vastas florestas intransponíveis do poder e da corrupção e as palavras sensatas e acusatórias, rapidamente se desmistificam por quem faz do drama o seu reinado!

Força, Soldados da Paz deste país, chegou a hora de novas lutas e de sermos todos nós a incendiar quem nos incendeia a terra!