29 dezembro 2014

Incêndio destruiu vivenda de antigo capitão do Sporting

Um incêndio destruiu, este sábado, a casa de Delfim Teixeira, antigo futebolista, no Marco de Canaveses. O sinistro terá tido origem numa explosão provocada pela combustão de uma salamandra. "Não estava ninguém em casa. Não sei o que se terá passado", disse ao JN o antigo jogador, que passou pelo Boavista, Sporting, onde foi capitão, e Marselha (França).
Uma explosão terá originado o incêndio, segundo a explicação do comandante dos Bombeiros do Marco de Canaveses, Sérgio Silva. Como a casa tem "telhas sanduíche", material altamente isolante, a combustão da salamandra tornou-se lenta devido à falta de oxigénio no interior da habitação. Como alguém, presumivelmente um vizinho, terá visto fumo no interior da casa, partiu um vidro. Nesse instante, a entrada de ar originou a explosão e um incêndio generalizado a todas as divisões", disse ao JN.
A casa, um moderno "open space", funcionava como habitação de fim de semana do antigo atleta, no lugar de Eira, em Quintã, Marco de Canaveses.
Delfim Teixeira, a quem foi apontado um futuro promissor enquanto futebolista, tem tido um percurso de vida algo atribulado, marcado por lesões e problemas graves de saúde. Sábado à tarde, Delfim foi à terra natal, Amarante, onde, com outros atletas e jornalistas, participou num jogo de solidariedade para com a Cáritas Diocesana do Porto. À noite, quando se preparava para jantar com a família no Porto, teve de ir para o Marco, onde encontrou a casa em chamas.
Os bombeiros combateram o incêndio com 15 homens apoiados por cinco viaturas..

JN