22 dezembro 2014

Barcelos: Bombeiros ajudaram bebé a nascer em casa



A mãe já tinha sido alertada na última consulta de que a pequena Leonor poderia não esperar pelo fim da gestação para nascer, e assim foi. A bebé nasceu este domingo, em casa, em Barqueiros, com a ajuda de dois bombeiros da corporação de Barcelos.

A mãe, de 34 anos, e a filha estão internadas no Hospital de Braga e "estão bem de saúde", segundo garantia dada por uma tia de Leonor.

Foi o pai da bebé, Paulo Torres de 31 anos, quem pediu ajuda aos bombeiros. "Quando chegámos ao local, a mãe avisou logo que estava com contrações contínuas e fortes. Passando cerca de 10 minutos, ela disse que estava a sentir uma pressão muito grande, perguntei se seria das contracções, mas a mãe disse que era a Leonor a nascer. O nascimento demorou menos de cinco minutos", explicou o bombeiro Carlos Ferraz.

O parto de Leonor foi o primeiro tanto para Carlos Ferraz, bombeiro de 34 anos, 16 de serviço, mas também foi o primeiro para o colega Manuel Silva, operacional há já 25 anos. "A mãe estava bem-disposta, como já era o segundo filho, já sabia como agir. Correu tudo bem e a mãe ajudou bastante", disse Manuel Silva, acrescentando que para ele o parto foi "um presente" já que hoje completa 54 anos.

Mãe já de uma outra menina de sete anos, Ielva Carvalho contou que o parto da pequena Leonor estava previsto para 15 de janeiro. "Estamos ambas bem. Correu tudo bem. Eu estava tranquila", disse ao JN. A Leonor nasceu de 36 semanas. Foi o bombeiro Carlos Ferraz quem cortou o cordão umbilical, porque "o pai disse que não queria".

"Durante o parto não estávamos nervosos, mas mal a Leonor nasceu houve aquela tremedeira que até a mãe notou. Ainda não estava completamente nascida e já deu os primeiros choros", frisou.

O pai da bebé é emigrante na Suíça há cerca de dez anos e tinha chegado a casa no dia anterior ao início da noite para passar o natal com a família, mas em pouco mais de 12 horas há tinha o maior presente nas mãos.
 
 
fonte: Jornal de Noticias