28 novembro 2014

Lisboa foi o distrito mais afectado pelo mau tempo

Lisboa foi o distrito do país mais afectado pelo mau tempo que se fez sentir ao final da noite e da madrugada de hoje, de acordo com a Protecção Civil que registou 481 ocorrências a nível nacional.
"Pensamos que o período crítico já tenha passado"
Segundo adiantou à agência Lusa Marco Martins, adjunto da Autoridade Nacional de Protecção Civil, foram registadas 481 ocorrências a nível nacional, tendo sido o distrito de Lisboa o mais afectado, ao registar 344 ocorrências, seguido dos de Setúbal e de Faro, com 59 e 42, respectivamente.
"Pensamos que o período crítico já tenha passado, tendo em consideração que entre as 21h00 e as 3h00 da manhã foi o pico das ocorrências em que registamos em Lisboa um grande número" de pedidos de auxílio, explicou Marco Martins.
De acordo com o mesmo responsável, é "expectável que o pior já tenha acontecido", com o mau tempo que passou pelo sul a deslocar-se para os distritos do norte".
"O mau tempo no norte era expectável de ter acontecido entre as 03h00 e as 05h00. Como não registámos muitas ocorrências nos distritos do norte nas regiões do interior e litoral, pensamos que o pior já tenha passado, uma vez que o número de ocorrências foi bastante reduzido comparativamente aos distritos de Lisboa e Faro", explicou.
As previsões de mau tempo até ao final da manhã de hoje levaram a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) a emitir quinta-feira um aviso à população devido à chuva, neve e vento forte.
Em comunicado, a ANPC sublinhou que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) tem uma previsão de agravamento das condições meteorológicas até ao final da manhã de hoje, dia em que sete barras de Portugal continental estão fechadas à navegação e outras quatro condicionadas.
Os 18 distritos de Portugal continental e os Açores encontram-se hoje sob aviso amarelo devido ao vento e chuva forte e agitação marítima, além da queda de neve nas terras altas, enquanto a costa norte da ilha da Madeira está sob aviso vermelho.
De acordo com o 'site' oficial do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os 18 distritos de Portugal encontram-se sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de chuva persistente, e por vezes forte, até às 00h00 de sexta-feira nos distritos do litoral.
Lusa/SOL