26 outubro 2014

Presidente reeleito da Liga de Bombeiros Portugueses aponta prioridades

Direitos Reservados@Diário de um Bombeiro
Foto: Comandante António Carvalho/Administração


Bombeiro reeleito presidente da Liga Portuguesa de Bombeiros (LBP), Jaime Marta Soares, disse hoje que a aprovação da lei de financiamento dos corpos de bombeiros, a criação do cartão do bombeiro e a participação na concertação social são as prioridades do seu novo mandato.

"A partir de termos assento no Conselho Económico e Social teremos um espaço para a nova voz se poder afirmar mais em prol da defesa dos bombeiros, com certeza, será uma alavanca para ajudar a ultrapassar um conjunto muito grande de situações, plasmadas nos nossos 20 princípios e que queremos ver consolidadas", referiu aos jornalistas.

Jaime Marta Soares foi reeleito hoje à noite presidente da Liga de Bombeiros Portugueses para um segundo mandato de três anos, com 66% dos votos, no 42.º congresso que decorre em Coimbra.

O candidato vencedor, que liderava a lista B, obteve 471 votos, contra 258 alcançados por Joaquim Rebelo Marinho, presidente da Federação de Bombeiros de Viseu, tendo ainda se registado 10 votos brancos e quatro nulos.

Relativamente à sua primeira eleição, em que ganhou contra o mesmo adversário, no congresso realizado na Régua, com 375 votos contra 298, Jaime Marta Soares vê reforçada a sua votação.

Trata-se de "uma responsabilidade redobrada", nas palavras de Jaime Marta Soares, que, no discurso de vitória, pediu para o deixarem "trabalhar pelos bombeiros de Portugal", num recado para os seus opositores na eleição.

Em declarações aos jornalistas, o antigo comandante dos Bombeiros de Poiares (distrito de Coimbra) considerou que não há tempo a perder e que o "trabalho começa já amanhã [domingo], porque não há espaço para intervalos".

"Há muito para fazer, não temos tempo para comemorações e para nos distrair", sublinhou Jaime Marta Soares, que prometeu aos poderes instituídos "lealdade e vontade de resolver os problemas", mas que exigiu, em contrapartida, rapidez na sua resolução.

O congresso da LBP termina domingo, com a participação do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, que preside à sessão de encerramento.


Fonte: Jornal de Noticias