08 outubro 2014

"A TERRA TREME" - Exercício Público de Preparação para o Risco Sísmico

Promovido pela Autoridade Nacional de Protecção Civil, em parceria com diversas entidades parceiras, públicas e privadas, e inserido nas celebrações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes (www.unisdr.org), este exercício visa sensibilizar as diferentes comunidades para a preparação e autoproteção para o risco sísmico.

O exercício “A TERRA TREME” terá a duração de um minuto e qualquer cidadão pode participar, individualmente ou em grupo, informa a ANPC.

No dia 13 de outubro, às 10H13, todas as pessoas, onde quer que estejam, estão convidadas a participar no exercício nacional, e efetuar os três gestos básicos de proteção em caso de sismo, que são, segundo a ANPC: 
 
"Baixar – baixe-se sobre os joelhos, esta posição evita que possa cair durante o sismo, mas permite mover-se; Proteger – proteja a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos e procure abrigar-se, coloque-se se possível sob uma mesa resistente, e segure-se a ela firmemente; e Aguardar – aguarde até a terra parar de tremer."

Trata-se de uma campanha de sensibilização e preparação, com o objetivo de contribuir para que, em caso de sismo, os cidadãos adotem comportamentos simples de segurança, mas que podem salvar vidas, inteirando-se sobre o que fazer antes, durante e após um sismo.

O sucesso desta campanha viverá também da capacidade de disseminação das mensagens centrais junto de escolas, universidades, empresas, agentes de proteção civil, serviços municipais de proteção civil, e outros, promovendo uma participação ativa, informada e consciente.

Para mais informações e dados adicionais, consultar o site www.aterratreme.pt, onde encontrarão uma explicação detalhada do evento, informação sobre os 7 Passos que devem ser incorporados antes, durante e após o exercício propriamente dito e ainda uma Ficha de Participação (basta clicar na frase “Quero participar”, preencher os dados solicitados e pressionar o botão “Inscrever”), dando visibilidade a essa participação.

A Autoridade Nacional de Protecção Civil pretende, sobretudo, envolver todas as comunidades nesta ação de sensibilização e de preparação, contribuindo de uma forma ativa para o aumento da preparação dos indivíduos, enquanto responsáveis de primeira linha pela sua autoproteção em situação de emergência.