16 agosto 2014

“Um Bombeiro Tem Sempre Uma Hora a Mais Para Dar aos Outros”

É a única mulher no distrito do Porto à frente de uma corporação de bombeiros.

Está há 20 anos nos Voluntários de Entre-os-Rios (Penafiel) e em fevereiro assumiu o comando.

Isaura Rocha com 33 anos, é mãe de dois filhos.

JN- Este ano tem dinheiro para férias?

I.R-Ao longo do ano, faço um esforço de poupança para usufruir de uma semana de férias, na companhia da minha familia. As férias sabem bem, sobretudo, estar com os meus filhos e com o meu marido. Pelo menos uma semana de descanso não abdico.

JN-O que não vai deixar de fazer?

I.R-Não deixo de estar com a familia, mas tambem não deixo de me preocupar com a nossa corporação. Ser bombeiro é estar disponivel a tempo inteiro, mesmo estando de férias. Um bombeiro tem sempre uma hora a mais para dar aos outros. E quando se é voluntário, não temos horas.

JN-Convença-me a passar férias em Entre-os-Rios.

I.R-Entre-os-Rios tem uma paisagem deslumbrante, pitoresca, e tem boa gastronomia. Acima de tudo, as pessoas são simpaticas e generosas.

JN-Qual é o segredo mais bem guardado da localidade?

I.R-A receita da lampreia à moda de Entre-os-Rios. Acho que ninguém de fora da terra a conhece. É como o castelo da Aneja, um mistério da freguesia da Eja.

JN-Como é ser mãe e comandante?

I.R-É muito complicado conseguir gerir. Tento compensar os meus dois filhos sempre que posso.

JN-E que tal estar de férias e ser incomodada?

I.R-Isso acontece mais quando há incêndios. Um comandante nunca está de férias totalmente, porque está disponivel. O esforço que fazemos compensa-nos por esta paixão. Há um espírito de voluntariado na equipa.


fonte: José Vinhas / JN