25 agosto 2014

Sete concelhos em risco máximo de incêndio

Sete concelhos apresentam hoje risco máximo de incêndio, divulgou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, que também alerta para o risco muito elevado nas zonas do interior do centro e do sul.

De acordo com informação publicada no IPMA, o maior risco de incêndio situa-se nos concelhos do Sabugal, Guarda, Celorico da Beira e Trancoso, no distrito da Guarda, Sernancelhe, em Viseu, além de Mação e Oleiros, em Santarém, e Oleiros, em Castelo Branco.

Em risco muito elevado, o segundo nível mais grave numa escala de cinco, encontra-se também a zona interior do centro e do Algarve, enquanto o litoral alentejano e do norte apresentam um risco elevado.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

No domingo-feira, a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) registou 109 incêndios, que foram combatidos por 2.581 bombeiros, com o apoio de 662 veículos.

O IPMA informa também que os índices de radiação ultravioleta estão muitos altos em todo o país, com exceção de Viana do Castelo e Braga onde o nível é só ligeiramente inferior, pelo que recomenda a utilização de óculos de Sol com filtro UV, chapéu, t-shirt, guarda-sol, protetor solar e que se evite a exposição das crianças ao Sol.

O instituto prevê para hoje céu pouco nublado ou limpo, embora avise que deverá tornar-se nublado no litoral norte e centro a partir da tarde, podendo mesmo chover no final do dia a norte do cabo Mondego. Nestas zonas, a temperatura máxima também irá descer.

Para os Açores, as previsões apontam para céu geralmente pouco nublado e vento fresco com rajadas até 50 km/h. As ilhas deverão ainda contar com a possibilidade de aguaceiros fracos durante o dia.

Na Madeira, o IPMA prevê céu com períodos de muita nebulosidade e vento fraco a moderado (10 a 25 km/h) de nordeste, soprando moderado a forte (30 a 40 km/h) nas zonas montanhosas.

Fonte: DN