20 agosto 2014

Fogos em Valpaços e Viseu mobilizaram quase duas centenas de bombeiros

O incêndio que lavrava desde o início da tarde na periferia de Valpaços esteve a ser combatido por quase 92 bombeiros, apoiados por 25 veículos e três meios aéreos.

Às 17h deflagrou outro incêndio em Viseu, onde estiveram 82 operacionais.

Em Valpaços, no distrito de Vila Real, estev a arder mato e floresta na localidade de Vassal. O alerta chegou aos bombeiros às 14h37. Às 15h55, segundo os dados disponíveis no site da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), foi accionado o grupo de reforço para combate a incêndios florestais de Bragança.

Fonte da Protecção Civil municipal disse à Lusa que o combate esteve a ser dificultado pela inexistência de acessos adequados mas as chamas, que às 17h avançavam em duas frentes, não ameaçando habitações.

O incêndio que lavrou em Viseu, na localidade de Lourosa de Baixo, esteve a queimar mato desde as 17h. As chamas tiveram uma frente activa, segundo a ANPC. Estiveram no terreno 82 bombeiros, apoiados por 15 veículos e dois helicópteros.

Em Carregal do Sal, o incêndio que deflagrou na segunda-feira e já tinha sido dominado de madrugada voltou a reacender-se ao início da tarde, tendo sido novamente dominado por volta das 15h. Este fogo deflagrou ontem às 16h11 em Azenha e foi inicialmente dado como dominado à 1h56, tendo reactivado às 14h08. Estiveram em Azenha mais de 200 operacionais.


fonte: Publico