19 agosto 2014

Dominado fogo em Figueira de Castelo Rodrigo

Helicóptero foi accionado para combater incêndio que começou na segunda-feira às 21h.

O incêndio em Almofala, concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, que começou na segunda-feira às 21h, foi dominado pelos bombeiros às 10h48 desta terça-feira, informou a Protecção Civil, que accionara, às 8h, um helicóptero para combater o incêndio.

De acordo com a página da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), o incêndio chegou a ter três frentes ativas e foi combatido por mais de 100 bombeiros, 24 veículos e ainda um helicóptero bombardeiro pesado.

O helicóptero bombardeiro foi accionado para combater o fogo numa zona de escarpa, onde o acesso por via terrestre é difícil, disse o comandante distrital operacional da Guarda, António Fonseca, garantindo, no entanto, que a situação é favorável.

“A situação está a decorrer favoravelmente. Há uma frente de pequena actividade numa zona rochosa, de escarpa, na margem esquerda do rio Águeda que faz fronteira com Espanha”, explicou.

O incêndio, que teve início numa zona de mato cerca das 21h de segunda-feira, tinha duas frentes activas pelas 21h35, subindo para três pelas 4h15, mas às 7h05 já só lavrava em uma frente.

De acordo com o mesmo responsável, o combate ao fogo foi feito por 75 homens, auxiliados por 25 veículos.

Seis concelhos em risco máximo de incêndio

Seis concelhos de Castelo Branco, Coimbra, Santarém, Portalegre e Leiria apresentam nesta terça-feira risco máximo de incêndio, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que colocou em risco máximo de incêndios os concelhos de Sabugal e Vila de Rei (Castelo Branco), Mação (Santarém) Pampilhosa da Serra (Coimbra) Arganil (Leiria), Oleiros (Portalegre).

Vários concelhos dos distritos de Faro, Castelo Branco, Guarda e Viseu também apresentam risco muito elevado e elevado de incêndio. O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13h de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Na segunda-feira, a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) registou 87 incêndios, que foram combatidos por 2813 bombeiros, com o apoio de 735 veículos.

O IPMA prevê para esta terça-feira, no continente, céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se temporariamente muito nublado no litoral oeste até ao final da manhã, nebulosidade que poderá persistir em alguns locais da faixa costeira ocidental.

O vento soprará em geral fraco (inferior a 20 km/h) do quadrante oeste, soprando moderado (20 a 35 km/h) de noroeste a partir da tarde no litoral e nas terras altas, e sendo temporariamente de sudoeste na costa sul do Algarve. Prevê-se ainda uma pequena descida da temperatura máxima.


fonte: Público