31 julho 2014

Serra Leoa declara estado de emergência devido à ébola

A Presidente da Serra Leoa, Ernest Bai Koroma, decretou esta quarta-feira, 30 de Julho, o estado de emergência no país devido ao surto da ébola, que já vitimou mais de 670 pessoas na África Ocidental desde o início do ano.

Num discurso à nação, esta quarta-feira, Ernest Bai Koroma declarou o estado de emergência de saúde pública, de modo a combater o surto mais mortífero de sempre da epidemia da ébola na África Ocidental. 

No discurso, reproduzido no site oficial do Governo, a Presidente referiu que vai convocar as forças de segurança para os centros de quarentena espalhados pelo país. 

Ernest Bai Koroma anunciou ainda que cancelou a sua viagem a Washington, agendada para a próxima semana, onde marcaria presença numa cimeira entre os EUA e África a 5 e 6 de Agosto. 

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que já foram identificados cerca de 1.200 casos de ébola, dos quais 672 foram fatais, na Serra Leoa, Libéria e Guiné Conacri. 

Na Serra Leoa o vírus já vitimou mais de 450 pessoas, incluindo o médico de renome Sheik Umar Khan, que tratou mais de uma centena de doentes infectados. 

Entretanto, a Presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, anunciou o encerramento das escolas no país, com vista a travar a propagação da ébola.

(c) PNN Portuguese News Network