23 julho 2014

CALOR – Cuidados a ter em caso de Ondas de Calor

A Unidade de Saúde Pública do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Sul (ACES PIN) emitiu um comunicado sobre as Ondas de Calor e os cuidados a ter com este assunto. 

A exposição a períodos de calor intenso, durante vários dias consecutivos, constitui uma agressão para o organismo, pode provocar desidratação, agravamento de doenças crónicas, esgotamento ou golpe de calor, podendo igualmente provocar danos irreversíveis na saúde ou levar à morte.

Uma onda de calor, segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), “ocorre quando num intervalo de pelo menos seis dias consecutivos a temperatura máxima diária é superior em 5ºC ao valor médio diário no período de referência”.

Nestes casos há que ter espacial atenção a crianças nos primeiros anos de vida, a portadores de doenças crónicas e a idosos, bem como a pessoas obesas, acamadas ou com problemas de saúde mental. Também os trabalhadores expostos ao sol e calor e quem vive em más condições de habitação, devem ter especial atenção a este fenómeno.

São várias as ações de prevenção que podem ser adotadas para minimizar os efeitos de uma onda de calor, como por exemplo aumentar o consumo de água ou sumos naturais, oferecer água recém-nascidos, crianças e idosos, bem como evitar bebidas alcoólicas ou com elevados teores de açúcar.

Fazer refeições leves e mais frequentes e procurar locais frescos ou com ar condicionado é outra das medidas a dotar, assim como evitar uma exposição direta ao sol em especial entre as 11:00 e as 17:00. Usar protetor solar igual ou superior a 30, roupas claras e largas e chapéus de abas largas e óculos com proteção são outros dos aspetos a ter em conta. Há ainda que ter atenção para nunca deixar crianças, doentes ou idosos em carros expostos ao sol.

Fonte: Rádio Condestável