03 junho 2014

Utentes do Hospital de Estarreja temem medidas que administração declara transitórias

A administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga esclareceu hoje que o encerramento de quartos e salas do bloco operatório no Hospital de Estarreja é transitório e se deve à diminuição dos internamentos no verão.

Em reposta à comissão de utentes do Hospital Visconde de Salreu, em Estarreja, que hoje se manifestou preocupada com o fecho de camas e cancelamento de pequenas cirurgias, a administração hospitalar esclareceu à Lusa que se trata de uma medida transitória.

«No período de verão, devido à diminuição dos internamentos e à necessidade de organizar as férias do pessoal, todos os anos se reduz a atividade médica e cirúrgica, transitoriamente, e encerram-se alguns quartos em todos os departamentos e algumas salas do bloco operatório», salienta uma nota do conselho de administração.

Diário Digital com Lusa