16 junho 2014

Situação Operacional: Incêndios Florestais

O incêndio que deflagrou na madrugada de domingo no concelho de Amarante foi dado como dominado na manhã desta segunda-feira, depois de os bombeiros terem controlado também as chamas que lavravam em Portimão. Contudo, perto das 7h30 deflagrou um novo incêndio no concelho da Sertã.

De acordo com as informações disponíveis no site da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), o incêndio em Várzea dos Cavaleiros, na Sertã, está a ser combatido por 135 bombeiros, apoiados por 44 veículos operacionais e por três meios aéreos. O incêndio tem apenas uma frente activa.

Já o fogo de Amarante, na Aboadela, estava a ser combatido por quase 200 bombeiros, apoiados por mais de 50 veículos, e foi entretanto dominado. O incêndio em Mexilhoeira Grande, em Faro, apesar de dominado, mantinha também no local mais de 180 bombeiros e de 50 veículos. O fogo, que tinha começado ao final da tarde de domingo, foi controlado perto das 7h, segundo a ANPC.

Ao todo, no domingo a ANPC registou 95 ocorrências, que mobilizaram 1948 operacionais e 517 veículos. Desde a meia-noite desta segunda-feira foram já registadas 17 ocorrências.

Para esta segunda-feira, as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) apontam para que o trabalho dos bombeiros continue dificultado, com 14 distritos de Santarém, Coimbra, Castelo Branco, Guarda, Viseu e Aveiro em risco muito elevado de incêndio.

Os concelhos de Mação e Sardoal (Santarém), Pampilhosa da Serra e Arganil (Coimbra), Vila de Rei, Oleiros e Sertã (Castelo Branco), Gouveia (Guarda), Sernancelhe, Moimenta da Beira, Tarouca e Lamego (Viseu), Arouca e Castelo de Paiva (Aveiro) são os que estão em risco máximo de incêndio, o nível mais elevado de uma escala de cinco. - Fonte: Público

A página oficial da ANPC aponta agora para um incêndio em curso em Arganil, Coimbra, e o último Ponto de Situação aponta para duas frentes activas, num incêndio combatido por mais de 100 bombeiros, apoiados por 3 meios aéreos.