14 maio 2014

Marvão:"falta de pessoas novas" é a principal dificuldade dos Bombeiros Voluntários do concelho

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Marvão, Carlos Franco lamentou hoje o facto dos jovens residentes no concelho não se sentirem atraídos para ingressar na corporação, que luta diariamente contra a falta de novos voluntários.

Carlos Franco, que falava à Rádio Portalegre no âmbito no 12º aniversário dos bombeiros de Marvão, que se assinala esta quarta feira, referiu que “a maior dificuldade” é a falta de novos voluntários na corporação.

A par da falta de pessoal, o responsável referiu ainda que a falta de equipamento e a formação são outras dificuldades com que a corporação se debate, no entanto, Carlos Franco, faz um balanço positivo da atividade dos bombeiros ao longo destes 12 anos, admitindo que a criação do corpo de bombeiros "foi uma aposta ganha" e que “têm conseguido assegurar um bom serviço à população” daquele concelho alentejano.

A corporação, que conta atualmente com 35 operacionais, quer continuar a “assegurar um bom serviço à população nos próximos anos”, o que está dependente do alistamento de mais voluntários, estando por isso em vigor uma campanha de recrutamento de voluntários.

O comandante dos voluntários de Marvão, Carlos Franco, explicou que “o recrutamento decorre até ao final do ano”, para que em 2015 os novos soldados da paz comecem a formação inicial de bombeiro.

Para comemorar o 12º aniversário, os voluntários de Marvão vão abrir as portas do seu quartel à população, esta quarta feira.

O ”Dia Aberto à população”, assim se designa a iniciativa, vai decorrer em Santo António das Areias, aldeia onde está instalado o quartel dos bombeiros de Marvão.

De acordo com o comandante, os visitantes poderão usufruir da visita guiada às instalações e de ações demonstrativas sobre a atividade desenvolvida pelos bombeiros, assim como do seu equipamento e veículos.

Os Bombeiros de Marvão prestam serviço de transporte de doentes; serviço de socorro; combate e prevenção de incêndios; apoio a eventos desportivos, culturais e recreativos e abastecimento de água à população, entre outros.

Fonte: Rádio Portalegre