28 maio 2014

Ajuda timorense de 700 mil euros ainda não chegou aos bombeiros

No Verão passado morreram nove pessoas, oito dos quais bombeiros, e arderam 140.944 hectares, segundo o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

A Liga de Bombeiros Portugueses ainda não recebeu o milhão de dólares (pouco mais de 700 mil euros) que Timor-Leste doou, no final do ano passado, aos bombeiros portugueses e às populações afectadas pelos incêndios do Verão. 

O Governo português explica que ainda não distribuiu a doação, porque é preciso evitar que pague impostos. 

“Esse dinheiro foi doado para apoio das famílias que tiveram vítimas, sendo que já houve o procedimento normal das indemnizações e da atribuição das pensões de sangue, faltando apenas uma por dificuldades burocráticas”, revelou o ministro da Administração Interna, esta terça-feira. 

Miguel Macedo sublinhou que a verba doada é uma “ajuda suplementar” e nada tem a ver com o dispositivo de combate a incêndios deste ano, nem com as pensões de sangue ou indemnizações atribuídas às famílias dos bombeiros que morreram nos incêndios. 

Estas explicações foram dadas à margem de uma visita em que acompanhou o primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, à Unidade de Controlo Costeiro da GNR. 

Para trás fica uma das piores épocas de incêndios dos últimos dez anos. No Verão passado morreram nove pessoas, oito dos quais bombeiros, e arderam140.944 hectares, segundo o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Arderam 1,9 milhões de hectares de floresta em 14 anos.


fonte: RR