01 abril 2014

Portugal em alerta com megaincêndios

Temperatura média sobe 7ºC no verão. Ventos fortes, quentes e secos preocupam especialistas.

Os grandes incêndios em Portugal são uma das preocupações do Painel Intergovernamental da ONU sobre Alterações Climáticas (IPCC). O relatório, ontem apresentado em Yokohama (Japão), deixa Portugal e toda a região Sul da Europa em alerta máximo devido aos efeitos das alterações climáticas, especialmente no verão: aumento médio de 7ºC da temperatura do ar, ondas de calor mais intensas e frequentes e ventos fortes e quentes. 

"Temos uma floresta com espécies altamente combustíveis. A conjugação de todos os fatores deixa Portugal numa posição muito vulnerável", explica Filipe Duarte Santos, especialista em alterações climáticas e revisor do relatório do IPCC, apontando a prevenção como a melhor forma de reduzir os efeitos "Isto é um alerta vermelho. 

É impossível estar otimista, quando vemos os grandes investimentos nos combustíveis fósseis", afirma Filipe Duarte Santos, dando conta que "Portugal e toda a Europa vão sofrer com as ondas de calor e períodos de seca mais frequentes, com a precipitação intensa em períodos curtos de tempo e com a subida do nível médio do mar". 

" A solução passa pela transição energética. "Temos de apostar nas energias renováveis e parar a emissão de gases com efeito de estufa", sublinhando: "Se não o fizermos, o Mundo não acaba, mas o impacto será terrível".


fonte: André Pereira / Correio da Manhã