30 abril 2014

Mais de 70 postos e 1.750 voluntários apoiam peregrinos até Fátima

Mais de 70 postos de assistência e 1.750 voluntários vão apoiar os peregrinos que se deslocam a pé ao Santuário de Fátima para participarem na peregrinação internacional aniversária de 12 e 13 de maio.


"Alguns postos já começam a funcionar a partir do dia 01 de maio, mas a maior parte só a partir de 04 de maio", disse à agência Lusa o padre Manuel Antunes, um dos capelães do Santuário de Fátima, explicando que está tudo preparado e articulado com as instituições que prestam assistência, onde se incluem a Cruz Vermelha Portuguesa, a Ordem de Malta, o Movimento da Mensagem da Fátima, bombeiros e escuteiros.

O responsável adiantou que, além dos 72 postos de assistência, a maioria no norte no país, os peregrinos terão também o apoio de equipas itinerantes.

"Há certas zonas em que os peregrinos não têm assistência por parte dos postos fixos", justificou Manuel Antunes, adiantando: "A Cruz Vermelha, o Movimento da Mensagem de Fátima e a Ordem de Malta têm a preocupação de assistir os peregrinos com equipas itinerantes".

Primeiros socorros, apoio psicológico, massagens, reforço alimentar, banho ou dormida estão entre os serviços que os postos de assistência prestam, mas diferem de acordo com a sua localização.

O sacerdote adiantou que há muitos fiéis que caminham em direção a Fátima com carros de apoio, considerando que "os peregrinos hoje já têm um certo cuidado e fazem aquilo que é necessário para poderem realizar a viagem sem complicações".

Por outro lado, o capelão do santuário adiantou que há peregrinos que se deslocam a pé por etapas: "Vêm organizados, fazem, por exemplo, [uma caminhada de] dois dias, depois interrompem, voltam a casa, e começam de novo passados oito dias ou um mês".

O Santuário de Fátima estima que 30 mil peregrinos se desloquem a pé para participar na peregrinação internacional aniversária de maio, 97 anos sobre os acontecimentos de Fátima.

Subordinada ao tema "Mãe do amor misericordioso", a peregrinação vai ser presidida pelo patriarca latino de Jerusalém, Fouad Twal, e a abertura oficial está marcada para as 18:30 do dia 12, na Capelinha das Aparições.

Segundo a última informação disponibilizada pelo santuário, já se inscreveram para a peregrinação 72 grupos de fiéis, oriundos de 20 países, incluindo Portugal.

Fonte: RTP