02 abril 2014

Japão emite alerta de tsunami na sequência do sismo no Chile



O Japão emitiu um alerta de tsunami, na sequência do sismo de magnitude 8,2 que ocorreu na terça-feira no Chile, do outro lado do Oceano Pacífico.

Sismo de 8,2 registou-se no Chile
A Agência Meteorológica nipónica anunciou que um tsunami que pode alcançar um metro de altura poderá atingir as regiões costeiras do leste do Pacífico.

O alerta do Japão, onde já é quinta-feira, surgiu depois do sismo registado no Chile, na noite de terça-feira (00.46 horas de quarta-feira em Portugal continental), com o epicentro localizado no mar, a cerca de 1850 quilómetros de Santiago, na região de Tarapacá, e que fez seis mortos.

Cerca de 900 mil pessoas foram retiradas de todas as localidades costeiras para as zonas altas da cidade, depois de ter sido dado o alerta de tsunami, que acabou por ser cancelado (às 10.30 horas em Portugal continental) pelo Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Armada chileno.

O tremor de terra de terça-feira ocorreu na sequência de uma intensa atividade sísmica na zona, na fronteira com o Peru e a Bolívia, desde 16 de março, causada pelo choque entre as placas tectónicas de Nazca e Sul-americana.

Durante a noite e madrugada foram registadas mais de duas dezenas de réplicas.

A atividade das placas de Nazca e Sul-americana causou pelo menos um terramoto de grande magnitude em cada século na região, tendo o último ocorrido em 1877.

Fonte: JN