08 abril 2014

Campanha de Sensibilização: Manutenção de Veículos de Socorro


A utilização dos veículos de socorro pelos Agentes de Proteção Civil em situações extremas, implica que os condutores, muitas vezes, sejam levados ao limite das suas capacidades, o que obriga a uma confiança elevada no estado de conservação e segurança dos mesmos; para isso é fundamental a sua manutenção, uma vez que os veículos de socorro devem de ter uma manutenção preventiva, eficaz que os mantenha sempre com bons níveis de operacionalidade.

Não nos podemos esquecer que:
“O êxito de uma operação de socorro depende do bom estado do veículo, bem como do seu perfeito conhecimento por parte do condutor.” 

Nesse sentido é importante que semanalmente sejam efetuadas as verificações periódicas referentes a: 

  • Níveis de Fluídos (liquido de refrigeração, óleo de motor, óleo de travões - sistema pneumático, óleo de direção, combustível);
  • Verificação das correias dos diversos sistemas; 
  • Verificação das Baterias (estado e nível de eletrólito) e sistemas elétricos; 
  • Estado e Pressão dos Pneumáticos; 
  • Estado dos Filtros de Ar, Óleo e Combustível; 
  • Purga das Garrafas de Ar dos sistemas pneumáticos; 
  • Acondicionamento da carga do veículo; 
  • Verificação do nível de água no depósito; 
  • Limpeza interior e exterior 

Em relação à manutenção preventiva existem algumas considerações que devem de ser tidas em conta, nomeadamente o Sistema de Travagem e os Pneumáticos.

Em relação aos restantes veículos de socorro deve-se ter em atenção o período temporal e não os quilómetros efetuados, pois por vezes as pastilhas ou calços de travão têm muitos anos e poucos quilómetros, o que leva a que percam as suas características originais. Outro fator muito importante está relacionado com os longos períodos de imobilização que alguns veículos são detentores, como por exemplo, os Florestais, visto que são raras as saídas após o período do verão. Nesse caso e antes do início do DECIF o ideal será desmontar os sistemas de travagem e proceder à limpeza dos mesmos removendo impurezas ou ferrugem que apresentem, aproveitando para verificar se os discos de travão ou polis estão estalados ou com sinais evidentes de desgaste.