26 março 2014

Proteção Civil aprova mais meios aéreos e mais efetivos no combate aos fogos

A Comissão Nacional de Proteção Civil aprova esta tarde o Dispositivo Especial de Combate aos Incêndios Florestais para este ano. 

O país vai ter no terreno mais combatentes e mais meios aéreos em comparação com 2013.

O Governo não aumenta este ano o valor pago por hora aos bombeiros e este vai manter-se em 1€45. 

A Antena1 apurou que no que diz respeito aos combustíveis vai haver um ajuste de 10 cêntimos a pagar por cada litro de combustível.

A protecção civil vai alugar quatro aviões. Dois pesados Canadair a espanha, e dois aviões médios anfíbios.

Os Fireboss que já o ano passado foram alugados á ultima da hora, porque a situação assim o exigiu.

Ao nível das comunicações o Governo reforça os bombeiros com mais 2300 rádios SIRESP, noutra vertente a Escola Nacional de Bombeiros vai intensificar a formação na área dos Incêndios Florestais, vertentes da Segurança na Frente de Fogo e Comportamento do Incêndio.

Até Julho vão passar pela Escola 3900 Bombeiros, num total de 244 acções de formação.


fonte: Patricia Cerdeira / RTP