20 março 2014

Politécnico de Setúbal coopera com Associação de Bombeiros na criação do futuro Centro Internacional de Gestão de Emergência

Foi assinado ontem, dia 18 de março, o protocolo entre o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Setúbal (AHBVS), no âmbito do Projeto CIGE - Centro Internacional de Gestão de Emergência.

Este novo centro pretende, através de formação prática e teórica na área da proteção civil, dotar profissionais do setor, como bombeiros, mas também empresas, em especial de natureza industrial, instituições públicas ou tripulantes de navios, de competências essenciais ao desempenho das suas atividades laborais. O protocolo estabelecido entre as duas entidades tem como principal objetivo o desenvolvimento de ações que visem o fomento da investigação; a realização de seminários, ações de formação, workshops e consultoria relativa à certificação de equipamento de proteção, ensaios laboratoriais, conceção de testes e exercícios para ações de emergência; o acolhimento de estudantes do IPS para a elaboração de projetos finais de curso e a cooperação técnica e docente no campo da prevenção e gestão da emergência, entre outras.

A cerimónia de assinatura do protocolo contou com a presença e intervenção do Prof. Doutor Armando Pires, Presidente do IPS, do Senhor José Luís Bucho, Presidente da AHBVS e da Dr.ª Maria das Dores Meira, Presidente da Câmara Municipal de Setúbal.

O Prof. Doutor Armando Pires congratulou-se com a parceria estabelecida, pois “para o Politécnico de Setúbal é particularmente gratificante poder participar num projeto desta envergadura e contribuir para que seja considerado ímpar em termos nacionais e internacionais”.

O Presidente da AHBVS salientou, por seu lado, que o CIGE “trará mais e melhor formação para os bombeiros, para os agentes de proteção civil e para a sociedade em si”. A Presidente da Câmara Municipal de Setúbal reafirmou o apoio da autarquia mencionando que “o CIGE é claramente uma mais-valia para o país, pois a formação que aqui será oferecida é absolutamente inovadora, formação que aliás só poderá ser enriquecida com a parceria agora estabelecida com o Politécnico de Setúbal”. Salientou que “Setúbal vai poder orgulhar-se, com esta iniciativa dos bombeiros, de estar na vanguarda da formação na área da proteção e socorro”.

Este protocolo surge na sequência da colaboração que desde há algum tempo se efetua entre o IPS e a AHBVS, com o qual se pretende “que os nossos laboratórios estejam abertos também à participação em projetos e prestações de serviço para o Centro Internacional de Gestão de Emergência, quer através da validação de certificação de materiais, quer através de ensaios para equipamentos e componentes de segurança”, explicou ainda o Prof. Filipe Didelet Pereira, um dos diretores do curso de Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho, ministrado pela Escola Superior de Ciências Empresariais e pela Escola Superior de Tecnologia de Setúbal do IPS.


fonte: Rostos.pt