18 março 2014

Fogo na serra de Santa Luzia complica-se em Outeiro

O fogo que deflagrou, este domingo de manhã, em simultâneo em cinco locais distintos da serra de Santa Luzia, continua a lavrar em força na freguesia de Outeiro, alastrando-se também agora a Perre e Meadela.



Na zona operavam, ao início da noite, no combate às chamas, principalmente junto a lugares onde existe maior risco de atingir aglomerados habitacionais, mais de cem bombeiros de várias corporações do distrito de Viana do Castelo e de Braga.

Inicialmente deflagraram, à mesma hora, cerca das 10.45 horas, um incêndio em Afife, já dominado, outro em Carreço, já extinto, e três em Outeiro, que acabaram por se unir formando um único de grandes dimensões. É nessa zona que incidem agora as operações de combate, que de acordo com o segundo Comandante Distrital, Robalo Simões, deverão estender-se durante várias horas. "Temos ali ainda muito trabalho", afirmou esta tarde.

Já ao início da noite, Robalo Simões afirmou que as chamas tinham uma extensão muito grande e que não há estradões para chegar ao "coração do incêndio".

Acrescentou que face à situação no terreno, com duas frentes ativas, "não há previsões para ter o incêndio dominado nas próximas horas", mesmo com o "reforço substancial" de meios de corporações do distrito de Braga.

A circulação na A28, em Viana do Castelo, chegou a estar condicionada durante a tarde de hoje devido ao forte fumo que também se fez sentir no centro da cidade. As chamas chegaram a estar próximas de terrenos agrícolas e de casas na freguesia de Outeiro, onde foram colocados meios dos bombeiros como medida de precaução.

Fonte: JN