28 março 2014

B. V. Esmoriz: Piscina Ardeu...

“a piscina está a arder!”
Perdoando a redundância das palavras ou a aparente ironia a verdade é que numa das madrugadas mais fustigadas no que respeita a mau tempo e enquanto os bombeiros voluntários andavam a proteger e prevenir na sua área de intervenção, eis que, num intervalo de rondas alguém dá o alerta: 

“a piscina está a arder!”. 

Incredulidade e logo depois todos os meios e homens disponíveis a perceberem que afinal era mesmo verdade e havia que deter o incêndio o mais rapidamente possível. Iniciado ao que tudo indica no quadro eléctrico que controlava o complexo e já a consumir parte da escadaria e painéis de madeira da entrada do edifício, o incêndio, pela toxicidade e combustão “escondida” e “lenta” ainda mais estragos poderia ter feito, não fosse o fumo de aviso que saía de uma das janelas do piso do 1.º andar. 

À surpresa e trabalho da noite seguiu-se a luz do dia para trazer uma realidade dura de encarar mas que rapidamente obrigou a muita acção de limpeza e recuperação o mais rápida possível de espaços e equipamentos para que fosse relativamente curta a paragem forçada da piscina e ginásio. 


Com visita rápida da companhia de seguros e a substituição ainda que provisória com um novo quadro eléctrico, o presidente da Direcção, Eng.º Jacinto Oliveira garantia que, se nada o impedisse os prejuízos estariam cobertos pelo seguro e, portanto, não seria um problema tão grave para a Associação. 

A compreensão dos utentes também se fez sentir e a verdade é que ao fim de dois dias já todos puderam usufruir de piscina e ginásio sem grandes diferenças.