12 março 2014

B. V. Belmonte: Pedidos de Aniversário

No dia em que os bombeiros voluntários de Belmonte comemoraram 60 anos de vida, o presidente da direcção da corporação solicitou ao secretário de estado da administração interna apoio para a concretização de vários projectos. 

A compra dum novo auto-tanque, de fatos de protecção individual para os soldados da paz e novos equipamentos para o quartel são as prioridades apresentadas por António Dias Rocha “pedi-lhe apoio para o mobiliário do nosso novo quartel que vai ser uma necessidade uma vez que o equipamento que lá estava apresentava-se já bastante degradado; também o alertei para a necessidade de sermos contemplados com novos equipamentos de protecção individual para combate a incêndios e ainda lhe recordei uma promessa que nos foi feita em 2009, que diz respeito à compra dum novo auto-tanque porque o nosso é pequeno, ainda agora teve uma reparação demorada em virtude da acção que teve no combate aos incêndios no último verão e nós precisamos dessa nova viatura”.

Pedidos que o secretário de estado da administração interna prometeu analisar. Embora a conjuntura seja de crise, Fernando Alexandre sublinha que há sempre necessidades que precisam de ser supridas e o estado está a contribuir actualmente para as obras de ampliação do quartel “vamos avaliar essas necessidades e dentro das disponibilidades orçamentais que temos vamos procurar dar esse apoio; o governo tem apostado muito na área da protecção civil, foi a única área na administração interna que teve um aumento da dotação em relação a 2013 e vamos analisar muito bem todo o quadro de necessidades que existem em Portugal e procurar dar resposta às legitimas ambições das corporações”.

Neste aniversário a corporação recebeu uma nova ambulância, que vem suprir uma lacuna existente na frota automóvel como explica António Leitão, comandante dos soldados da paz “é uma mais valia uma vez que o nosso parque automóvel está algo envelhecido e no nosso dia a dia temos que estar preparados para dar resposta a todas as solicitações, não só no socorro mas também na área de transporte de doentes e esta nova ambulância vai-nos permitir melhorar a nossa capacidade de resposta”.

Até final deste ano devem estar concluídas as obras de ampliação do quartel. O reforço do corpo activo é outras das prioridades e António Leitão admite que a chegada de novos elementos é fundamental no sentido de reforçar a acção dos bombeiros voluntários naquele concelho.



fonte: Nuno Miguel / RCB