09 fevereiro 2014

Proteção Civil diz que sair de casa depois das 18 horas é comportamento de risco

A Proteção Civil recomenda que não se saia de casa a partir das 18 horas, visto que se prevê um agravamento do estado do tempo. A entidade considera mesmo que estar na rua entre as 18 horas deste domingo e as 6 horas de segunda-feira é um comportamento de risco.

O comandante adjunto de operações da Proteção Civil Carlos Guerra afirma à Antena 1 que nesse período se prevê chuva forte, agitação marítima e uma intensidade do vento que aconselha as populações de Portugal continental a não sair à rua.

“Um aumento da agitação marítima e um aumento do vento poderão causar situações extremas. Se não tiver necessidade de sair de casa, sobretudo neste período a partir das 18 horas que não o faça, porque o facto de sair das habitações é um comportamento de risco e temos que evitar todos os comportamentos de risco, porque é a única forma que temos de poder evitar alguns acidentes”, refere Carlos Guerra, ouvido pela jornalista Paula Véran.

A Proteção Civil emitiu um alerta laranja para todos os distritos de Portugal continental entre as 15 horas deste domingo e as 8 horas de segunda-feira, devido à previsão de chuva forte, agitação marítima com a possibilidade da formação de ondas de 10 metros de altura em toda a costa ocidental, e vento forte a muito forte, com rajadas na ordem dos 130 km/h. Há condições para a formação de fenómenos extremos de vento mais localizados.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera emitiu um alerta vermelho para todos os distritos do litoral de Portugal continental e alerta laranja para os restantes distritos do continente.

 

fonte: RTP Noticias