18 fevereiro 2014

Instalações do INEM no Algarve custam 70 mil euros

Carlos AlmeidaPolo regional funciona em espaço alugado de grandes dimensões que custa 5700 € por mês.

A base do INEM no Algarve, instalada num espaço alugado no Mercado Abastecedor da Região de Faro (MARF), custa ao organismo público cerca de 70 mil euros por ano.

As instalações de grandes dimensões, localizadas em Estói, ao que o CM apurou, têm cerca de 350 metros quadrados mais um armazém de 280 metros quadrados. O espaço serve de base a uma ambulância, tripulada por elementos do INEM, que será transferida, em breve, para o hospital de Faro, onde vai ficar estacionada a custo zero (ver caixa), cumprindo um despacho do Governo de outubro de 2012.

Questionado pelo CM, Pedro Santos, do gabinete de comunicação do INEM, justificou que as instalações alugadas no MARF acolhem também "os serviços administrativos, centro de formação, coordenação dos serviços regionais de ambulâncias, bem como o Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU)".

O problema é que o CODU foi descontinuado, após a extinção da delegação regional do Algarve, e tem apenas seis profissionais a trabalhar, um por turno, que fazem a ativação de meios de socorro a nível regional.

De acordo com a mesma fonte do INEM, no espaço localizado em Estói, a 12 quilómetros de Faro, funciona ainda "o armazém de material de consumo clínico aos meios de emergência, bem como os serviços de apoio logístico".

 

fonte: Rui Pando Gomes / Correio da Manhã