22 fevereiro 2014

Helicóptero do INEM mantém-se em Macedo de Cavaleiros

Ministro da Saúde terá garantido que "a retirada do helicóptero não se coloca de momento".

A Comunidade Intermunicipal (CIM) de Trás-os-Montes anunciou ter obtido o "compromisso" do ministro da Saúde, Paulo Macedo, de que o helicóptero de emergência médica vai manter-se em Macedo de Cavaleiros.

"Para já não sai", afirmou à Lusa o presidente da CIM de Trás-os-Montes, o socialista Américo Pereira, apôs uma reunião com o ministro da Saúde hoje, em Lisboa.

No encontro Paulo Macedo terá assegurado aos autarcas que "a retirada do helicóptero não se coloca de momento", comprometendo-se a "não alterar a situação".

De acordo com a informação divulgada pela CIM de Trás-os-Montes, o ministro adiantou ainda que está "a realizar um estudo, que envolve a Força Aérea e que tem em vista a cobertura da assistência a toda a região Norte, para a construção de uma solução satisfatória".

A permanência do helicóptero do INEM em Macedo de Cavaleiros centra actualmente as preocupações no Distrito de Bragança, o mais afastado dos hospitais de referência e que teme perder o meio de socorro considerado fundamental para uma assistência rápida e adequada.

Há mais de um ano que o INEM anunciou a intenção de deslocar a aeronave para Vila Real para servir toda a região Norte do país.

A intenção tem sido alvo de manifestações, os presidentes de Câmara do Distrito de Bragança levaram o caso a tribunal e o helicóptero mantêm-se na região, embora sob a ameaça de poder ser deslocalizado a qualquer momento.


fonte: RR