04 fevereiro 2014

Francisco nasce em ambulância

Roberto Bessa MoreiraViatura só teve tempo para percorrer 500 metros. Mãe entrou em trabalho de parto

Francisco nasceu na madrugada de ontem, de perfeita saúde, mas já tem uma história para contar. Filho de um casal de Souselo, freguesia de Cinfães que fica a mais de meia hora de viagem da unidade de saúde mais próxima - Hospital Padre Américo, em Penafiel -, este bebé nasceu no interior de uma ambulância dos Bombeiros de Entre-os-Rios.

"A senhora chegou ao quartel num carro conduzido pelo marido, perto da 01h00. Já estava com contrações há uma hora e combinámos um encontro com a viatura do INEM. Mas 500 metros depois de termos arrancado, tivemos de parar, porque ela entrou em trabalho de parto", recorda Ana Monteiro, bombeira há sete anos. Esta foi a primeira vez que teve de ajudar um bebé a nascer.

O mesmo aconteceu à estagiária Ana Cláudia Silva e ao chefe António Almeida, que já conta com 32 anos de serviço no quartel de Entre-os-Rios.
"Apesar de nervosismo inicial, conseguimos fazer tudo com muita calma. Quase que nem falávamos uns para outros. Que venha o próximo", refere.

Ana Cláudia acrescenta que tudo aconteceu de forma muita rápida e que Isabel Margarida Monteiro, de 30 anos e que deu à luz pela segunda vez, esteve sempre colaborante. "O parto não demorou mais de três minutos", garante.
Já nos braços da mãe, o recém-nascido foi visto pelos médicos do INEM e seguiu para o hospital, onde deu entrada sem qualquer problema. A mãe também está a recuperar bem e deverá ter alta médica em breve.

Orgulhosos do trabalho feito, os três bombeiros já agendaram uma visita de Francisco ao quartel, quem sabe para conhecer os padrinhos. "Se os pais quiserem, nós teríamos muito gosto", refere António Almeida.



fonte: Roberto Bessa Moreira / CM