22 fevereiro 2014

Cantanhede: Município assinala Dia Internacional da Proteção Civil

[IMAGEM: Arquivo]
O Dia Internacional da Proteção Civil, que se celebra no próximo dia 1 de Março, vai ser assinalado pelo Município de Cantanhede com uma semana (24 a 28 de fevereiro) inteiramente dedicada a iniciativas de carácter didático e pedagógico.

Considerando que o desenvolvimento de uma cultura cívica de segurança encontra nas escolas o espaço e enquadramento favoráveis à adoção de comportamentos adequados nesta área, o Serviço Municipal de Proteção Civil vai desencadear uma série de atividades em vários estabelecimentos de ensino, contando para o efeito com a colaboração os Bombeiros Voluntários de Cantanhede, o Destacamento Territorial de Cantanhede da Guarda Nacional Republicana, a Delegação da Tocha da Cruz Vermelha Portuguesa, os Sapadores Florestais da Junta de Freguesia da Tocha e outros agentes de proteção civil.

Os objetivos são idênticos aos de anos anteriores, tendo em vista generalizar princípios subjacentes à cultura de segurança que deve pautar a vida das comunidades, educar para a prevenção, promover o conhecimento do sistema integrado de emergência médica, estimular o relacionamento com os agentes de proteção civil e fomentar a aquisição de conceitos e hábitos de segurança.

Estas e outras matérias vão ser explicadas, ao longo da semana aos alunos das escolas EB1 de Covões, EB1 de Corticeiro de Cima e EB1 da Póvoa da Lomba.

Uma das ações previstas diz respeito à proteção e socorro de pessoas e bens, processo que depende fundamentalmente dos bombeiros voluntários, principal e mais importante força operacional de resposta à emergência ao nível local pelos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, que vão ainda mostrar alguns dos meios operacionais, métodos e práticas usadas em diversos tipos de ações.

A equipa de sapadores florestais da Freguesia de Tocha realçará a importância do seu trabalho especializado na prevenção dos fogos florestais, nomeadamente as ações de silvicultura preventiva com a roça de matos e limpeza de povoamentos, a realização de fogos controlados, a manutenção e beneficiação da rede divisional, linhas corta-fogo e outras infraestruturas

O Sistema Integrado de Emergência Médica, o Número Europeu de Emergência – 112 e os princípios básicos do socorrismo são matérias a cargo da Delegação da Tocha da Cruz Vermelha Portuguesa, cuja ação terminará com urna atividade pedagógica de carácter prático, durante a qual as crianças terão contacto com alguns dos equipamentos usados em situações de assistência a vítimas e participarão em simulações de aplicação de técnicas de primeiros socorros.

Noutro âmbito, a equipa Escola Segura da GNR e elementos do Serviço Municipal de Proteção Civil irão dinamizar sessões sobre educação e prevenção rodoviária e como habitualmente será feita a contextualização da atividade das várias valências da GNR, com apresentação de alguns recursos que utilizam diariamente na sua atividade operacional e a demonstração de procedimentos básicos. A culminar esta vertente do programa da Semana da Proteção Civil, os alunos realizarão uma Operação Stop nas ruas das imediações dos estabelecimentos de ensino, durante a qual, juntamente com elementos da GNR e técnicos da Proteção Civil Municipal, vão entregar aos condutores um folheto com informação de segurança e conselhos para uma condução segura e os riscos associados ao excesso de velocidade e à ingestão de álcool antes de conduzir, entre outros aspetos.

Por outro lado, técnicos do Serviço Municipal da Proteção deslocar-se-ão ao Centro Educativo de Cadima, Centro de Estudos de Ançã, EB1 de Covões e EB1 de Corticeiro de Cima para explicarem as normas e procedimentos a adotar em situações de perigo no interior de edifícios e testarem os respetivos planos de evacuação com a participação dos alunos.

Simulacro de Incêndio

A Semana da Proteção Civil promovida pelo Município de Cantanhede encerra no dia 28 de fevereiro, sendo ainda realizado no dia 26 um simulacro de incêndio numa zona específica das instalações de PRODECO-Progresso e Desenvolvimento de Covões, IPSS que dispõe de várias valências no campo da assistência social. A simulação envolve a evacuação parcial do espaço e a intervenção dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, da Guarda Nacional Republicana e do Serviço Municipal de Proteção Civil.

O objetivo é avaliar a capacidade de resposta e a interação entre as diversas entidades de socorro e segurança que atuam no território do concelho, bem como aferir a operacionalidade dos meios técnicos e humanos e o nível de coordenação do Sistema Municipal de Proteção Civil. Testes deste género têm vindo a ser realizados todos os anos relativamente a diferentes ocorrências como acidentes industriais e de viação, incêndios urbanos e industriais, derrocadas, etc.


fonte: Região Bairradina