18 fevereiro 2014

Bombeiros recolheram 516 toneladas de lixo de aparelhos elétricos em 2013

lixo_de_aparelhos_eletricosCorporações de bombeiros de 10 distritos recolheram 516 toneladas de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, que foram encaminhados para tratamento e valorização, em 2013, anunciou hoje a entidade gestora Amb3E.

A Associação Portuguesa de Gestão de Resíduos Elétricos e Eletrónicos (Amb3E) estabeleceu protocolos com as corporações de bombeiros, representando 63 locais de recolha, com o objetivo de recolher aparelhos em final de vida, que já não funcionam ou não são utilizados.

Estes resíduos são reciclados num processo que resulta em matérias primas, algumas delas raras e valiosas, explica uma informação da Amb3E.
Além da obtenção de materiais que podem voltar a ser usados no fabrico de produtos, a recolha dos resíduos permite o seu tratamento correto e assegura que não haverá emissão de componentes tóxicos para a natureza.

As recolhas são ainda uma fonte de receitas para as corporações, que recebem da Amb3E uma contribuição financeira por cada tonelada recolhida.
"Próximas das populações, as associações de bombeiros voluntários são peças chave no objetivo de consciencializar os portugueses para a questão da importância da reciclagem deste tipo de resíduos", refere o diretor geral da Amb3E, Jorge Vicente.

O responsável acrescenta que os resultados obtidos com os protocolos, que se iniciaram em 2008, permitem concluir que os portugueses "estão cada vez mais conscientes da importância de encaminhar corretamente este tipo de resíduos e dos perigos que o seu abandono indevido acarreta para o ambiente e saúde pública".

 

fonte: Jornal da Madeira