11 fevereiro 2014

11 de Fevereiro: Dia Europeu do 112

112Assinala-se hoje, o Dia Europeu do 112, em vigor desde 1991 na União Europeia (UE).


O número de emergência europeu 112 foi introduzido para complementar os números de emergência nacionais, e tornar os serviços de emergência mais acessíveis em todos os Estados-Membros da UE.

O Reino Unido foi o primeiro país europeu a ter um número de emergência (999), em Julho de 1937. A escolha de apenas três dígitos deveu-se à maior facilidade de memorização.

Em Portugal, o Ministério do Interior e o Ministério da Saúde e Assistência criaram, em 13 de Outubro de 1965, a linha nacional de emergência 115, associada ao serviço de primeiros-socorros e transporte de feridos e doentes.
O 112 - Número Nacional de Emergência, dá resposta às situações de emergência, como problemas de saúde, acidentes rodoviários, incêndios, assaltos e outros. Dispõe também de página na internet (www.112.pt).

A chamada de emergência é gratuita e atendida por um operador das centrais de emergência, geridas pelo Ministério da Administração Interna, que aciona os sistemas médico, policial e de incêndio, de acordo com as circunstâncias.

O número de emergência europeu 112 foi introduzido para complementar os números de emergência nacionais, e tornar os serviços de emergência mais acessíveis em todos os Estados-Membros da UE.

O Reino Unido foi o primeiro país europeu a ter um número de emergência (999), em Julho de 1937. A escolha de apenas três dígitos deveu-se à maior facilidade de memorização.

Em Portugal, o Ministério do Interior e o Ministério da Saúde e Assistência criaram, em 13 de Outubro de 1965, a linha nacional de emergência 115, associada ao serviço de primeiros-socorros e transporte de feridos e doentes.

O 112 - Número Nacional de Emergência, dá resposta às situações de emergência, como problemas de saúde, acidentes rodoviários, incêndios, assaltos e outros. Dispõe também de página na internet (www.112.pt).

A chamada de emergência é gratuita e atendida por um operador das centrais de emergência, geridas pelo Ministério da Administração Interna, que aciona os sistemas médico, policial e de incêndio, de acordo com as circunstâncias.