17 janeiro 2014

Os Bombeiros Voluntários Flavienses abriram as portas à comunidade

No domingo dia 12 de janeiro, os Bombeiros Voluntários Flavienses abriram as suas portas à comunidade, promovendo várias actividades relacionadas com o quotidiano das suas missões.

BB-Flavienses-22-300x200“O Quartel também é dos flavienses, que o podem visitar, conhecer as instalações e contactar de perto com as várias acções realizadas pelos Bombeiros” foi assim que João Pinto, 2º Comandante dos Bombeiros Voluntários Flavienses, justifica a abertura do quartel à comunidade flaviense. Apesar do tempo de chuva durante o dia de domingo, os visitantes puderam conhecer o quartel e, os mais jovens, entre outras acções, experimentar a autoescada foi um dos atrativos principais.

Entre as actividades realizadas, na tarde de domingo, destacam-se as várias ações “de combate a um incêndio urbano, com fogo real, onde várias equipas entraram em ação, combatendo o incêndio e evacuando as possíveis vítimas que estavam existir no edifício. Para o combate foi utilizado um veículo de combate a incêndios urbanos (VUCI), o veículo especial autoescada (VE32) e uma ambulância de socorro (ABSC) para qualquer eventualidade que pudesse ocorrer”. Este exercício, segundo João Pinto, “ serviu para um melhor aperfeiçoamento e agilização de procedimentos no que concerne ao socorro e, simultaneamente, demonstrar à população flaviense que os seus bombeiros, apesar de voluntários, levam esta atividade de forma profissional” .

Simultaneamente, neste dia, estiveram presentes “os bombeiros de Alijó e de Favaios, a fim de realizarem provas de avaliação, escritas e práticas, para progressão na carreira, tirando assim partido de, no quartel dos Bombeiros Flavienses estar sediada uma Unidade Local de Formação, da Escola Nacional de Bombeiros, “que reúne todas as condições para administrar aos bombeiros do distrito, uma grande variedade de formação, toda ela certificada”, concluiu João Pinto.


por Paulo Chaves / Diário@ctual