24 janeiro 2014

“Os bombeiros portugueses estão preparados”

220120141812-966-RODEIAMACHADO“Os bombeiros portugueses estão preparados e têm formação” frisou Rodeia Machado ao “Preto no Branco” desta semana.

O presidente da Direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Beja e vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses mostrou-se agradado com o facto, de bombeiro ter sido a palavra do ano 2013 e triste com o relatório que atribui culpas aos soldados da paz nos episódios do Verão passado, que vitimou voluntários e profissionais.

A pensar no trabalho que os bombeiros têm que assegurar este ano e fazendo o ponto de situação sobre a situação financeira da corporação de Beja, Rodeia Machado afirmou que a mesma tem a sua situação equilibrada, mas disse também que podia ir mais além. Não pode chegar mais longe, segundo Rodeia Machado, porque falta comparticipação do Estado e porque a vigência de Pulido Valente na Câmara de Beja cortou 130 mil euros nas transferências do Município. Acrescentou que se passou de um apoio de 220 mil euros, do mandato de Francisco Santos, para 90 mil, no de Pulido Valente.

Com a entrada do actual Executivo Municipal, liderado pela CDU, Rodeia Machado referiu que estão garantidos 90 mil euros, para 2014, mais apoio logístico, que passa pela cedência de espaços, viaturas e materiais e apoio no talhão que os Bombeiros de Beja têm no cemitério, visando a construção de um columbário, para depósito de restos mortais, que iria custar milhares de euros à corporação.

Em 2014, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Beja comemora 125 anos de existência e está a tratar da programação que assinala a efeméride, com actividades que começam em Maio, mas que se vão estender pelo resto do ano.

Rodeia Machado frisou que o programa ainda não está fechado, mas deixou a indicação de que o mesmo vai ser muito forte nos dias 17 e 18 de Maio e que está a ser formalizada a Comissão de Honra, que inclui individualidades como o Padre Vítor Melícias, o ministro da Administração Interna, o presidente da Câmara de Beja, entre outros.

Do programa vai constar ainda, uma actividade de convívio entre os Bombeiros Voluntários de Beja e os de Setúbal, com quem se tem geminação, assim como a edição de uma revista dos 125 anos, com diversos depoimentos, que passam abordam a longa história da corporação.

 

por Ana Elias de Freitas / A Voz da Planicie