24 janeiro 2014

Lousada - Ação de formação sobre emergência na ferrovia

lousadaA emergência na ferrovia, foi tema de uma ação de formação que recentemente decorreu na Biblioteca Municipal de Lousada e que contou com a participação da Refer (Rede Ferroviária Nacional), CP – Comboios de Portugal e Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC). Diversas corporações de bombeiros da região marcaram presença na iniciativa onde o túnel ferroviário de Caíde de Rei esteve em destaque.

No início do encontro, o Vereador da Proteção Civil, António Augusto Silva, lembrou que “para agirmos em situação de acidente é necessário estarmos familiarizados com os locais e dispormos dos conhecimentos técnicos necessários, de modo a dar uma resposta pronta, minimizando as consequências”.

Para o representante da Refer, Pedro António, “com a eletrificação da linha férrea até ao Marco de Canaveses, prevista até 2015, estão reunidas as condições para diminuir o risco de acidentes, cujas principais causas são as passagens de nível”.

A grande questão da noite foi o que deve ser feito para agir em segurança na eventualidade de haver qualquer tipo de acidente na rede ferroviária e especificamente no túnel de Caíde de Rei. ”Isto porque a Refer tem a seu cargo a gestão de emergência a nível de diretivas internacionais e nacionais existindo um Plano de Simulacros de acidentes ferroviários, em que existe um plano de simulacros em todo o país” – como teve oportunidade de destacar o Eng. Pedro António.

Foram enumerados os principais procedimentos a adotar em caso de emergência no túnel de Caíde de Rei tendo ficado agendada uma visita noturna ao túnel e ao material circulante da CP. Um simulacro é a última das etapas a desenvolver neste âmbito.

Manuel Batista, da CP-Comboios de Portugal, referiu a existência de Planos de Emergência e a atuação em parceria com a Refer de forma a minimizar os transtornos.

Estiveram representadas diversas instituições, como a GNR, INEM e várias corporações de bombeiros desde Lousada, Vila Meã, Amarante, Paço de Sousa, Penafiel, Entre-os-Rios, Ermesinde, Gondomar, Vila do Conde, entre outros.

São vários os projetos desenvolvidos pela Proteção Civil Municipal com destaque para os Planos de Prevenção e Emergência (PPE) respeitante a todos os estabelecimentos de ensino a ainda aos edifícios municipais, como os edifícios dos Paços do Concelho e dos Serviços Técnicos, Biblioteca e Auditório.

No entanto, “outros projetos estão na forja tendo como base a minimização de situações de riscos para os munícipes e para quem passa pelo concelho” – destaca o Vereador da proteção Civil,António Augusto Silva.

 

por António Orlando / Rádio Clube Penafiel