13 janeiro 2014

João Almeida: Distribuição de fundos para combate a incêndios não deve perder “noção da prioridade”

imagem-imagem-joao-almeida-okJoão Almeida revelou a manutenção da aposta na formação e, já no âmbito das telecomunicações, comprometeu-se a que, "tão cedo quanto possível, sejam entregues os rádios às corporações e essas estejam melhor servidas do que estão neste momento"

O secretário de Estado da Administração Interna, João Almeida, anunciou hoje, na sua primeira intervenção pública, que o rigor na distribuição de fundos para a próxima época de incêndios não pode prejudicar "a noção da prioridade".

João Almeida presidia às celebrações do 54.º aniversário dos Bombeiros Voluntários de Vale de Cambra, onde o presidente da autarquia, José Pinheiro (CDS), apelara minutos antes a que o governante apoiasse a aquisição de uma ambulância para atender "às necessidades de socorro das populações que vivem nas zonas mais altas do concelho", frequentemente sujeitas à queda de neve.

O governante não comentou especificamente essa situação, mas declarou: "O país vive dificuldades e constrangimentos na despesa pública, mas numa área tão importante como esta, em que não se pode perder a noção do rigor, também não se pode perder a noção da prioridade".

Referindo que está a acompanhar a realização de um concurso público para aquisição dos equipamentos de proteção individual para os bombeiros portugueses, João Almeida disse que "é pretensão do Governo" proporcionar a esses operacionais as condições mínimas para o seu trabalho.

"Se os bombeiros portugueses forem para o terreno realizar um combate tão difícil como o que sabemos que enfrentam", realçou o governante, "o mínimo é que tenham condições para o fazer com segurança".

João Almeida revelou a manutenção da aposta na formação e, já no âmbito das telecomunicações, comprometeu-se a que, "tão cedo quanto possível, sejam entregues os rádios às corporações e essas estejam melhor servidas do que estão neste momento".

Quanto à atividade concreta da única corporação do município de Vale de Cambra, que em 2013 respondeu a mais de 7500 ocorrências com recurso a um corpo ativo de 90 bombeiros voluntários e 15 profissionais, o secretário de Estado elogiou o projeto de construção de um novo quartel operacional - já em curso.

"A melhor forma de honrarem o vosso património é darem novos passos", defendeu João Almeida. "Conseguem empreender projetos tão ambiciosos como um novo quartel e uma nova viatura, e obviamente que, dentro das limitações existentes, estudaremos todos os apoios possíveis para que possam concretizar esses sonhos", acrescentou.

As celebrações de mais um aniversário dos bombeiros incluíram a bênção de um novo Veículo Florestal de Combate a Incêndios, o qual representou um donativo de 120.000 euros de um benemérito local.


por iOnline