19 janeiro 2014

Enfermeiros de Viseu mordidos

Dois casos de violência, em doze horas, deixaram os funcionários do hospital apreensivos.

Em doze horas, o Hospital de Viseu foi palco de dois episódios de violência. O clima de insegurança está a preocupar o Conselho de Administração, que pede mesmo a presença da polícia. 

O primeiro caso aconteceu às 22h30, de quinta-feira, quando um homem de 39 anos entrou nas Urgências daquela unidade muito alterado. Quando os enfermeiros o abordaram, o homem mordeu a mão de um dos profissionais. Depois, outro enfermeiro interveio e acabou por ser mordido numa orelha. Ao que o CM apurou, o homem tem problemas psiquiátricos e está internado. Foi identificado pela PSP. 

Já ontem, pelas 10h30, um homem de 23 anos insistiu em introduzir-se no bloco operatório, local onde a mãe estava a ser assistida. Perante o entrave por parte dos seguranças, o indivíduo terá injuriado e ameaçado com recurso a arma branca. Chamada ao local, a PSP identificou-o, mas não encontrou qualquer arma. Vai recorrer às imagens de videovigilância para apurar se realmente o homem estava armado.

Segundo o Conselho de Administração, "foram tomadas todas as medidas em relação a estes crimes. O desejo é que, no futuro próximo, a PSP seja presença assídua nas urgências."

Fonte: CM