27 janeiro 2014

Bombeiros da Covilhã podem ter EIP

201401271800-bvcOs bombeiros voluntários da Covilhã podem vir a ter uma Equipa de Intervenção Permanente (EIP).

 

O assunto tem vindo a ser debatido entre a direcção dos soldados da paz e o presidente da autarquia covilhanense uma vez que aquele concelho é um dos dois do distrito onde nunca foi criada uma equipa dessa natureza.

Na última reunião pública do executivo Joaquim Matias reconheceu que há muito a fazer na área da protecção civil na Covilhã e a constituição dessa equipa vai permitir dar uma resposta mais rápida às solicitações feitas pelas populações “há na verdade muita coisa a fazer no nosso concelho na área da protecção civil e eu já falei com o senhor presidente da câmara no sentido de poder ser constituída uma EIP que é fundamental para uma primeira saída de emergência; por vicissitudes do passado a Covilhã é um dos dois concelhos do distrito onde essa equipa não foi constituída e era importante que isso fosse feito para que muitas coisas não acontecessem como aconteceram no passado”. 

Na resposta o presidente da câmara da Covilhã admite que tem existido conversações entre a autarquia e os bombeiros voluntários no sentido de criar essa equipa de intervenção permanente. Vítor Pereira acredita que ela pode ser uma mais valia para o concelho, nomeadamente na prevenção e combate a incêndios florestais “é uma questão que tenho pensado nela porque aprendi, quando fui parlamentar e fiz parte da comissão de defesa da floresta contra incêndios, é que os fogos se combater no inicio e por isso se houver uma equipa de intervenção rápida e que esteja disponível para agir no imediato isso será um valor acrescentado para o nosso concelho; claro que é um projecto que tem custos mas acima de tudo está a segurança dos nossos concidadãos e vamos procurar responder, na medida do possível, a esta ambição”.

 

por Nuno Miguel / RCB