27 janeiro 2014

Bombeiro da Chamusca morre em despiste de moto

acidentebombchamuscacarlosilvaUm bombeiro do quadro de reserva dos Voluntários da Chamusca morreu na sequência do despiste da moto em que seguia, por volta das 20h15 de sábado, 25 de janeiro, na Estrada Nacional 3, a cerca de sete quilómetros de Santarém.

Carlos Silva, que ao que tudo indica seguia sozinho, terá perdido o controlo da moto junto ao cruzamento para a aldeia da Azoia de Baixo, tendo sido encontrado por populares junto a um pequeno ribeiro, bastante ferido e inanimado.

"Ele tinha parte do corpo dentro de água, mas a cabeça não estava", relatou à Rede Regional um dos primeiros condutores a encontrar a vítima no local do acidente.

"O que nos chamou a atenção foi ver a moto deitada no meio da estrada. Parámos e pensámos que podia ter sido alguém que caiu, e acabámos por encontrá-lo na vala, já fora da estrada", acrescentou a mesma fonte.

A vítima, de 39 anos, foi ainda estabilizado no local e transportado ao Hospital de Santarém, onde acabou por falecer em consequência das lesões graves provocadas pela queda.

Bombeiro de 1ª classe, Carlos Silva tinha passado ao quadro de reserva há cerca de dois anos, desde que se tornou motorista de pesados, profissão que exercia atualmente, nos transportes internacionais.

A vítima, que residia na Chamusca, onde deixa viúva e um filho menor, era bastante conhecido e estimado por muitos elementos dos corpos de bombeiros da região, onde contava muitos amigos.

Segundo conseguimos apurar, as cerimónias fúnebres ainda não têm data marcada.


por Rede Regional