29 janeiro 2014

A necessidade aguça o engenho

Diz o povo que “a necessidade aguça o engenho”, máxima que bem poderia estar inscrita em muitos dos quartéis de norte a sul do país, assim ao jeito de mensagem motivacional bem elucidativa do exemplo que os homens e mulheres que servem esta causa dão ao Pais.

Na verdade, o trabalho dos bombeiros vai muito para além do socorro e do apoio a todos que em tantas vertentes garantem às populações, são eles também uma peça indispensável na engrenagem que mantém em funcionamento pleno as associações humanitárias.

Nos momentos livres, sempre que a atividade operacional o permite, os soldados da paz assumem muitas outras funções. São cozinheiros, pedreiros, carpinteiros, eletricistas, marceneiros, pintores, decoradores, enfim ajudam no que podem e como podem, garantindo a manutenção ou beneficiação das instalações isentando as associações de encargos que, em muitos casos, seriam incomportáveis.



Jornal Bombeiros de Portugal