24 dezembro 2013

Urgências em risco de rutura

Hospital teve nova enchente. Administração critica as equipas e os critérios de admissão

As Urgências do hospital de Aveiro voltaram a entupir ontem devido a uma maior afluência de doentes, habitual nesta época natalícia, que provocou uma longa fila de pacientes e de ambulâncias à espera das macas retidas.

Algumas corporações de bombeiros estiveram várias horas à espera das macas. Uma corporação teve três ambulâncias "retidas" no hospital, sendo que uma esteve ali das 13h00 até ao final do dia.

A administração reconhece a enchente - as pulseiras amarelas tinham uma espera de 3 horas e 40 minutos e as verdes de 2 horas e 52 minutos - mas deixa críticas.

"Este serviço de urgência não pode estar aberto a 400 pessoas. Tem a ver com as equipas dos profissionais das Urgências. E os idosos não deviam estar cá só com constipações nem deviam vir em macas", disse José Afonso, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar.

Fonte: CM