06 dezembro 2013

Liderança ou Gestão…

Ao longo dos tempos têm sido elaboradas diversas teorias e criadas tendências sobre a liderança. Mas apesar de ser um tema bastante estudado é, porventura, aquele de que menos se sabe.

Nomeadamente, cada Corpo de Bombeiros possui a sua própria liderança, em resultado não só da sociedade envolvente como também da forma de liderar do seu comandante. Isto leva a que exista muitas definições de liderança e de líder.

Liderança consiste num processo de condução de pessoas, transformando-as e levando-as a construir uma equipa que vai gerar resultados. É da habilidade que o líder tem para motivar e influenciar os seus subordinados de forma ética e positiva, de modo a conseguir que os liderados contribuam para a causa que defende voluntariamente e com motivação, de modo a alcançarem os objectivos da organização/ grupo/ equipa onde estão inseridos, que resulta a sua verdadeira eficiência.

Também, a cultura e liderança não podem ser compreendidas uma sem a outra. E quando se quer distinguir liderança de gestão ou administração, é possível argumentar que a liderança cria e muda culturas enquanto ato de gestão inserido numa dada cultura.

Contudo, mais do que escalpelizar o que significa cada um dos conceitos, interessa fazer uma síntese das diferenças entre ambos.

Na realidade, apesar das diferenças, para uma organização/ corporação de bombeiros ser eficiente necessita da coexistência de ambos.

Para que exista uma liderança virada para o discurso/ autonomia institucional é necessário que o líder saiba o que é fundamental ser feito, já o gestor sabe o que devem fazer.

Assim, poder-se-ia questionar se o comando existente nas corporações de Bombeiros deveria ser feito por um líder ou por um gestor?

Deixo aqui a pergunta.

Carlos Pereira
Comandante A.H.B.V. Lourinhã