20 dezembro 2013

Incêndio em habitação na Póvoa da Lomba deixou mãe e três filhos menores desalojados

Um incêndio numa habitação antiga na Póvoa da Lomba, deflagrado ontem à tarde, deixou sem casa uma mulher e os seus três filhos menores.

O alerta foi dado por volta as 13H20 pelos vizinhos da família. Ninguém se encontrava na habitação quando deflagrou o incêndio. O facto do portão e da porta da casa se encontrarem fechados à chave dificultou o trabalho dos Bombeiros Voluntários de Cantanhede, que se deslocaram ao local com 15 homens e quatro viaturas.

A habitação, uma casa antiga com estrutura de madeira, ficou totalmente destruída.

De acordo com o segundo comandante da corporação, José Oliveira, desconhecem-se em concreto as causas do incêndio, que terá tido início num dos quartos da habitação. A hipótese mais provável é a de curto circuito.

O incêndio foi dado por extinto cerca de duas horas depois do início dos trabalhos dos bombeiros.

Os serviços da Protecção Civil da Câmara Municipal, que também estiveram no local, em colaboração com os serviços de Acção Social, fizeram o acompanhamento da família, uma mulher e três filhos menores, dois gémeos de 10 anos e uma criança de dois anos de idade.

“Ontem foram alojados na casa de um familiar, mas os Serviços de Acção Social estão a trabalhar em colaboração com a Sociedade de São Vicente de Paulo para lhes conseguir uma habitação”, explicou Hugo Oliveira, dos serviços de Protecção Civil. Este responsável sabe ainda que esta manhã a família, que perdeu tudo no incêndio, esteve na Colmeia, onde recebeu roupas e bens alimentares.

 

por Independente de Cantanhede