24 dezembro 2013

Federação dos Bombeiros de Viseu Reage Em Comunicado ao Relatório da ADAI



A Federação de Bombeiros do Distrito De Viseu, distrito onde ocorreram os incêndios florestais que vitimaram 4 dos 8 bombeiros de Portugal, sendo 2 dos BV de Carregal do Sal, após análise do relatório "Os grandes incêndios florestais e os acidentes mortais ocorridos em 2013",deliberou:

1. Considerar o relatório atentatório da dignidade e do bom nome dos bombeiros, insultuoso do seu desempenho e do seu esforço levado ao limite, e pouco rigoroso pelas omissões que revela;

2. Considerar o relatório ferido de morte na sua credibilidade e profundamente afectado na sua autoridade, no que toca à falta de formação em comportamento do fogo, na medida em que o seu autor é parte interessada na formação, que agora reclama em falta, e que ministra , e se disponibiliza a ministrar, na instalações da ADAI, associação integrada no Centro de Estudos de Incêndios Florestais, de que o autor do relatório é também coordenador e principal responsável;

3. Denunciar a incompatibilidade de interesses que se verifica quando, na mesma pessoa, coincide o autor de um relatório (com tais envolvências e consequências) e o principal responsável pela formação que o relatório identifica em falta;

4. Considerar parcial e pouco isento que o relatório, seguindo um outro, do SEPNA, que permanece escondido e secreto, refira ter existido uso anárquico e descontrolado do contra-fogo, responsabilizando grosseiramente os bombeiros, mas ignorando os mandantes e os autores morais do uso daquela ferramenta, que existiram, mas são, estranhamente, desvalorizados;

5. Considerar impróprio o duplo critério adoptado no relatório ao não saber identificar os autores de algumas decisões tomadas nos postos de comando,mas , em paralelo, ser rápido a nomear os bombeiros que desrespeitaram as ordens e que, infelizmente, já não se podem defender e/ou justificar;

6. Considerar , por último, pouco adequado e oportuno o "timing" escolhido para a divulgação do relatório em apreço,

Sátão, 24 de Dezembro de 2013
O Presidente da Direcção
Dr. Joaquim Manuel Rebelo Marinho