27 dezembro 2013

Famalicão da Serra: Bombeiros aguardam por financiamento para novo quartel

Os bombeiros voluntários de Famalicão da Serra, na Guarda, ocupam um edifício sem condições de trabalho e aguardam por financiamento comunitário para poderem construir um novo quartel, disse hoje à agência Lusa o presidente da direção.

naom_52208e0ca64d8

Segundo António Fontes, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Famalicão da Serra, o novo quartel é "uma obra muito necessária" para a corporação, visto que ocupa instalações cedidas pela paróquia, que não possuem as melhores condições de operacionalidade.

O responsável explicou que os voluntários estão instalados em uma cave "sombria, húmida, sem ventilação" e que "não lhes dá condições" para trabalhar.

"Estou convencido que, com uma sede nova, os bombeiros terão outra motivação para trabalharem e para cumprirem a sua missão", vaticina, admitindo que os "soldados da paz" estão "numa situação péssima" em matéria de instalações.

António Fontes lembra à Lusa que o problema já foi apontado por um relatório elaborado em julho de 2006 pela Federação de Bombeiros do Distrito da Guarda, após a morte de seis bombeiros (cinco sapadores chilenos e um voluntário local da então Secção Destacada dos Bombeiros Voluntários de Gonçalo) num incêndio florestal ocorrido na freguesia.

Segundo o responsável, a direção da corporação já deu todos os passos necessários para a execução da obra do novo quartel (compra de terreno, elaboração do projeto de arquitetura, desafetação do terreno da Reserva Ecológica Nacional e da Reserva Agrícola Nacional e lançamento do concurso público), avaliada em 770 mil euros, faltando apenas a aprovação da candidatura pela entidade competente.

No entanto, António Fontes mostra-se preocupado por a Estrutura de Missão para a Gestão dos Fundos Comunitários ter indeferido a proposta, alegando que "à data da submissão da candidatura o concurso já devia estar entregue ao empreiteiro".

Tal situação "era completamente impossível" para a corporação, pois a direção "não iria assumir o encargo "sem ter a garantia em como a candidatura é aprovada", o que motivou uma reclamação, justificou.

A direção espera que a resposta aos seus argumentos seja "positiva" e que a candidatura seja aprovada, pois caso contrário "vai ser muito complicado para a instituição" que já tem o processo concursal da obra "praticamente fechado".

O novo quartel, que ocupará uma área de 1.700 metros quadrados, vai ter garagens, oficina, secretaria, sala de comando e de direção, salas de convívio e de formação, gabinete de comunicações, camaratas masculinas e femininas, entre outras áreas.

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Famalicão da Serra, com um corpo ativo de 40 elementos, foi criada em 03 de julho de 2007, sucedendo à Secção Destacada dos Bombeiros de Gonçalo que também ocupava as atuais instalações.

 

por Noticias ao Minuto