09 dezembro 2013

Bombeiros rejeitam culpa e apontam dedo à ANPC

Responsáveis assumem que pode ter havido erros no terreno, durante o combate aos incêndios no verão, mas rejeitam que responsabilidade seja apenas dos operacionais e criticam divulgação de relatório preliminar.

Os presidentes das federações de Viana do Castelo e de Viseu, distritos onde morreram cinco bombeiros, acusam a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) de também ter responsabilidade nos incidentes deste verão, em que morreram oito operacionais e um autarca.

A acusação surge em resposta à divulgação das conclusões do inquérito liderado pelo professor da Universidade de Coimbra Xavier Viegas. Segundo foi comunicado aos comandantes das corporações que perderam bombeiros, o relatório diz que houve culpa dos operacionais no terreno, nomeadamente quebra de normas de segurança, em sete dos oito casos mortais.

Fonte: DN