28 dezembro 2013

Arcebispo de Braga elege Bombeiros Voluntários como figuras do ano em Portugal

Os «Bombeiros Voluntários» são a «grande figura» de 2013 para o arcebispo de Braga, que na mensagem de ano novo pede aos católicos para apoiarem a «inclusão de todos» na sociedade portuguesa, «combatendo aquelas causas estruturais da pobreza que geram a divisão». 

«No verão passado o país ficou sensibilizado com a notícia da morte de oito bombeiros portugueses. É de louvar a coragem destes homens e mulheres que, a título voluntário, produzem gestos heróicos e silenciosos na defesa das pessoas e do seu património», sublinha D. Jorge Ortiga em texto publicado esta quinta-feira no site da arquidiocese. 

O responsável pela Comissão Episcopal da Pastoral Social e Mobilidade Humana declara-se impressionado pelo lema das corporações de bombeiros, «Vida por vida»: «Creio que este lema é a tradução perfeita do amor interior que eles têm a uma causa tão nobre como esta, e que nem sempre é valorizada e respeitada por todos nós.

D. Jorge Ortiga cita a mensagem do papa Francisco para o próximo Dia Mundial da Paz, a 1 de janeiro, em que o bispo de Roma salienta que «a fraternidade é a premissa para vencer a pobreza». «A fraternidade apresenta-se, assim, como um caminho de glória para superar o drama da pobreza, quer esta seja de tipo relacional, absoluta ou relativa, pois, caso contrário, este drama (que vai crescendo) será a morte da própria fraternidade. 

Confesso que é um grande desafio para a vivência do próximo ano civil», aponta. 

Para o prelado, «o cristão deverá assumir-se como uma verdadeira presença de Deus na história humana, lutando pela inclusão de todos através de novas sementes que façam germinar uma nova mentalidade na sociedade». 

 D. Jorge Ortiga lança um convite à participação no «concerto pela paz» em memória dos cristãos perseguidos, cuja receita reverte para a comunidade monástica católica Al-Khalil Deir Mar Musa (Síria), «que atravessa sérias dificuldades».

O concerto, com cantos tradicionais portugueses da Natividade, de Fernando Lopes-Graça, interpretados pelo Coral de Letras da Universidade do Porto, decorre a 5 de janeiro, em Braga (Auditório Vita), às 21h30. «Desejo um bom ano para todos vós e encaminho um obrigado sincero a todos os bombeiros voluntários pela sua coragem, dedicação e responsabilidade.

E tal como eles, sejamos nós também “soldados da paz” e construtores de fraternidade», apela o arcebispo na mensagem intitulada "Por onde ir?".

Um relatório preliminar encomendado pelo Ministério da Administração Interna ao Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais, ligado à Faculdade de Ciências e Tecnologias de Coimbra;sobre os acidentes com vítimas mortais nos fogos ocorridos este verão em Portugal, refere falhas em vários aspetos relacionados com o funcionamento dos corpos de bombeiros, mas o documento foi contestado por associações do setor.